atividades

Leitura d’ “Os Piratas” na Zona Verde

Era abril, dezassete…

A Primavera ainda tímida e puérpera parecia querer dar os seus primeiros passinhos de vida…

Os dias frios e chuvosos de um Inverno comprido já nos aborreciam a vida, as aulas e a escola. A monotonia tinha encontrado um terreno fértil para se instalar. O dia desafiava-nos a não entrar na sala que nos encurralava os dias, e, nos fizéssemos ao sol. A nossa vontade de ceder à tentação conseguiu ultrapassar a vergonha e a timidez que nos impedia de implorar à professora de português que largássemos a sala 10 do pavilhão A.

Ficámos felizes pois a resposta da professora surpreendeu-nos a todos: íamos ler a obra dramática “Os Piratas”, de Manuel António Pina, na Zona Verde.

Chegados ao local sugerido dirigimo-nos para o pequeno coberto no lago. Lá, podemos testar quatro dos nossos cinco sentidos: a visão que nos permitiu ultrapassar o horizonte das janelas da sala de aula; o olfacto, sentindo o cheiro da terra, do verde, o cheiro da brisa da manhã; o tato, tateando e debruçando-nos nas pequenas protecções de madeira do caramanchão. A audição chega-nos com o barulho da água da pequena cascata, misturado com o grasnar dos patos e cisnes que nos espiavam os movimentos, à espera de algumas migalhas de recompensa…

E foi neste idílico ambiente que teatralizámos e terminámos a leitura da obra. Fizemo-lo com entusiasmo, estado, só possível nesse local. Congelámos o momento com muitas fotografias, que nos irão permitirão nunca esquecer o dia.

A turma do 6º A reconhece que esta vivência incrementou o nosso gosto pela leitura.

Segue-nos, gosta e partilha esta página:
error