atividades

Dia da Árvore – 21 de março de 2021

No Alentejo, há uma grande concentração de sobreiros que estão a morrer cada vez mais rápido.
Isso deve-se a um agente patogénico muito perigoso.
E é assim que começa a nossa história…
Corria o ano de 2000, quando um pequeno menino nasceu, ele  chamava-se Pedro.
Vivia em Vila Real, com os seus pais e avós.
Onze anos depois o Pedro começou a interessar-se pela natureza, especialmente pelo sobreiro.
Uns anos depois soube que os sobreiros estavam a sofrer com um agente patogénico muito perigoso.
Quando acabou o 12ºano, decidiu entrar para a Universidade do Algarve, para estudar melhor o sobreiro.
Depois de vários anos a investigar e a trabalhar, conseguiu liderar uma equipa de pesquisa sobre o sobreiro em Portugal.
autora Filipa Leal 6.º B
Orientação : prof. Marília Costa
Revisão de texto: prof e diretora de turma Adelaide Borges