Objetivo

«A AEAEMB tem como objetivo (entre outros) promover a formação integral da pessoa humana, nomeadamente a formação cívica, científica, cultural e desportiva dos estudantes, através da realização de ações nestes domínios e com impacto positivo no quotidiano estudantil;...»

(Artigo 3.º dos Estatutos desta Associação)

Órgãos Sociais atuais

Mesa da Assembleia

CARGONOME
PresidenteMaria Luís
Vice-PresidenteInês Martins
SecretárioMateus Costa
1.º SuplenteCarolina Martins
2.º SuplenteDiogo Torres

3.º SuplenteAlexandre Faria

Direção

CARGONOME
PresidenteLucas Leite
Secretário GeralSara Costa
TesoureiroJoão Almeida
VogalPatrícia Ferreira
VogalMarta Ribeiro
VogalMargarida Pinto
VogalBárbara Pinto
VogalMariana Ramada
VogalRita Oliveira
1.º SuplenteCristiana Peneda
2.º SuplenteMaria Ramos
3.º SuplenteAna Carvalho

Conselho Fiscal

CARGONOME
RelatorAndré Gonçalves
SecretárioJoão Ribeiro
1.º SuplenteRoberto Ribeiro
2.º SuplenteCarolina Veloso
3.º SuplenteMatilde Marinho


Legislação

Estatutos da Associação de Estudantes do Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto

Lei nº 23/2006, de 23 de Junho - Estabelece o regime jurídico do associativismo jovem

Lei n.º 57/2019, de 7 de agosto - Altera o regime jurídico do associativismo jovem (Lei n.º 23/2006)


Plano Anual de Atividades 2022/23

Plano Anual de Atividades da Associação de Estudantes 2022/23

 


Contactos

Morada: Rua da Fontela, 4880-243 Mondim de Basto, Vila Real

E-mail: aeaemb@agrmondimbasto.com

Tel. do Presidente: +351 93454587

 

Liks úteis

- Facebook da Associação
- Portal da Juventude


Atividades

27 Janeiro, 20231.            Orçamento Participativo das Escolas O Orçamento Participativo das Escolas (OPE) constitui uma oportunidade que garante aos alunos a possibilidade de participarem no desenvolvimento de um projeto que contribua para a melhoria das escolas que frequentam e do qual possa beneficiar ou vir a beneficiar toda a comunidade escolar. Potenciando o surgimento de projetos que promovam uma participação ativa e informada dos cidadãos, o OPE tem como objetivos cimeiros fomentar o espírito de cidadania e valorizar a opinião e a capacidade argumentativa dos estudantes nos processos de decisão. Neste ano letivo o OPE-Inclui, tematicamente direcionado para a inclusão, configura-se como um instrumento para a promoção da solidariedade e da inclusão. As propostas devem centrar-se neste eixo de atuação ao promover o envolvimento dos alunos na experiência democrática, nos princípios da representação e da construção de projetos para o bem comum. O OPE-Inclui faz parte do Plano de Recuperação das Aprendizagens (PRA) e consta do eixo Ensinar e Aprender, domínio 1.3 – Recursos Educativos, com ações específicas complementadas por roteiros descritivos e por webinars.   Orçamento Participativo das Escolas – Inclui  No contexto do OPE- Inclui, deverão os alunos apresentar propostas que relevem, nomeadamente, para Inclusão e Bem-estar, com ações específicas que fomentem a inclusão dos alunos mais vulneráveis tendo em vista a promoção de uma escola inclusiva e promotora de bem-estar individual e coletivo. Para mais informações, aceda a: https://escolamais.dge.mec.pt/acoes-especificas/ope-inclui Sobre o domínio da inclusão consulte também: https://escolamais.dge.mec.pt   Público-Alvo e Apresentação de Propostas Podem apresentar propostas de OPE os estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário, que frequentem estabelecimentos públicos de ensino. As propostas são contidas num texto até 1000 palavras, com ou sem imagem ilustrativa, e devem referir expressamente a sua compatibilidade com outras medidas em curso na escola e a sua exequibilidade com a dotação atribuída ao orçamento. Cada proposta deve ser subscrita individualmente ou em grupo (máximo de 5 proponentes); ser apoiada por, pelo menos, 5% dos estudantes com direito de voto (14 alunos), através da indicação do nome, número de estudante e assinatura. Nesta edição, tal como nas anteriores, e dando continuidade à promoção da literacia digital como uma prioridade educativa do nosso tempo, é possível apresentar diretamente as candidaturas na página do OPE https://opescolas.pt/ no separador “Inscrição”. O coordenador responsável pelo OPE em cada escola (Prof. Carlos Macedo) deve aceder a https://opescolas.pt/ para validar as propostas e indicar, num prazo de duas semanas após as votações, o número de votos que cada proposta obteve, indicando a vencedora.   Através de uma verba adicional aos orçamentos das escolas, o Ministério da Educação disponibiliza para o OPE um euro por cada aluno do 3.º ciclo e/ou do ensino secundário. No caso das escolas com menos de 500 alunos, o valor a atribuir será de 500 euros. A verba disponibilizada pode ser complementada por financiamentos suplementares. Tal como consta no regulamento, o OPE-Inclui tem as seguintes etapas: Apresentação da iniciativa nas escolas: até ao final de janeiro; Desenvolvimento e apresentação das propostas: até ao final de fevereiro; Divulgação e debate das propostas: nos 10 dias úteis anteriores à votação; Votação das propostas: 24 de março, Dia do Estudante; Divulgação dos resultados: até ao final de março; Planeamento da execução pela escola: até ao final de maio; Execução da medida: até ao final do respetivo ano civil. Para mais informações, aceda a: https://opescolas.pt/ [...]
24 Janeiro, 20221.            Orçamento Participativo das Escolas O Orçamento Participativo das Escolas (OPE) constitui uma oportunidade que garante aos alunos a possibilidade de participarem no desenvolvimento de um projeto que contribua para a melhoria das escolas que frequentam e do qual possa beneficiar ou vir a beneficiar toda a comunidade escolar. Potenciando o surgimento de projetos que promovam uma participação ativa e informada dos cidadãos, o OPE tem como objetivos cimeiros fomentar o espírito de cidadania e valorizar a opinião e a capacidade argumentativa dos estudantes nos processos de decisão. Nos próximos dois anos letivos o OPE-Inclui, tematicamente direcionado para a inclusão, configura-se como um instrumento para a promoção da solidariedade e da inclusão. As propostas devem centrar-se neste eixo de atuação ao promover o envolvimento dos alunos na experiência democrática, nos princípios da representação e da construção de projetos para o bem comum. O OPE-Inclui faz parte do Plano de Recuperação das Aprendizagens (PRA) e consta do eixo Ensinar e Aprender, domínio 1.3 – Recursos Educativos, com ações específicas complementadas por roteiros descritivos e por webinars.   Orçamento Participativo das Escolas – Inclui  No contexto do OPE- Inclui, deverão os alunos apresentar propostas que relevem, nomeadamente, para Inclusão e Bem-estar, com ações específicas que fomentem a inclusão dos alunos mais vulneráveis tendo em vista a promoção de uma escola inclusiva e promotora de bem-estar individual e coletivo. Para mais informações, aceda a: https://escolamais.dge.mec.pt/acoes-especificas/ope-inclui Sobre o domínio da inclusão consulte também: https://escolamais.dge.mec.pt   Público-Alvo e Apresentação de Propostas Podem apresentar propostas de OPE os estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário, que frequentem estabelecimentos públicos de ensino. As propostas são contidas num texto até 1000 palavras, com ou sem imagem ilustrativa, e devem referir expressamente a sua compatibilidade com outras medidas em curso na escola e a sua exequibilidade com a dotação atribuída ao orçamento. Cada proposta deve ser subscrita individualmente ou em grupo (máximo de 5 proponentes); ser apoiada por, pelo menos, 5% dos estudantes com direito de voto (14 alunos), através da indicação do nome, número de estudante e assinatura. Nesta edição, tal como nas anteriores, e dando continuidade à promoção da literacia digital como uma prioridade educativa do nosso tempo, é possível apresentar diretamente as candidaturas na página do OPE https://opescolas.pt/ no separador “Inscrição”. O coordenador responsável pelo OPE em cada escola (Prof. Carlos Macedo) deve aceder a https://opescolas.pt/ para validar as propostas e indicar, num prazo de duas semanas após as votações, o número de votos que cada proposta obteve, indicando a vencedora.   Através de uma verba adicional aos orçamentos das escolas, o Ministério da Educação disponibiliza para o OPE um euro por cada aluno do 3.º ciclo e/ou do ensino secundário. No caso das escolas com menos de 500 alunos, o valor a atribuir será de 500 euros. A verba disponibilizada pode ser complementada por financiamentos suplementares. Tal como consta no regulamento, o OPE-Inclui tem as seguintes etapas: Apresentação da iniciativa nas escolas: até ao final de janeiro; Desenvolvimento e apresentação das propostas: até ao final de fevereiro; Divulgação e debate das propostas: nos 10 dias úteis anteriores à votação; Votação das propostas: 24 de março, Dia do Estudante; Divulgação dos resultados: até ao final de março; Planeamento da execução pela escola: até ao final de maio; Execução da medida: até ao final do respetivo ano civil. Para mais informações, aceda a: https://opescolas.pt/ [...]
23 Fevereiro, 2021O que é o orçamento participativo das escolas? É um processo democrático, com várias etapas, que garante aos estudantes a possibilidade de participarem, de acordo com as suas ideias, preferências e vontades, no desenvolvimento de um projeto que contribua para a melhoria da sua escola. O Orçamento Participativo das Escolas (OPE) pretende fomentar o espírito de participação e de cidadania e valorizar a opinião dos estudantes em decisões que os afetam diretamente. Com o OPE estimulam-se as escolhas responsáveis, a familiaridade com os mecanismos do voto e a participação na execução das escolhas efetuadas. Montante a atribuir ao projeto vencedor O valor do orçamento participativo é de 500 euros. Quem pode participar? Podem participar os estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário, em qualquer via de ensino. Calendário das Candidaturas ao Orçamento Participativo 2021 Este ano, tendo em consideração os constrangimentos causados pela pandemia da doença COVID-19, fica ao critério de cada estabelecimento de ensino definir os moldes e os prazos do Orçamento Participativo das Escolas. As escolas devem apenas assegurar que os resultados são conhecidos até ao final do presente ano letivo e que as medidas são executadas até ao final do ano civil. As propostas de projeto podem ser inseridas neste link ou através do coordenador do OPE da escola, o professor Carlos Macedo. Todas as informações na página oficial do OPE: https://opescolas.pt A DGEstE mantém-se também ao dispor para questões que possam surgir, através do endereço eletrónico: ope@dgeste.mec.pt.   [...]
6 Fevereiro, 2021Associação de estudantes do AEMB CARNAVAL ONLINE A Associação de Estudantes da Escola, em colaboração com as restantes estruturas do Agrupamento, irá promover um concurso de Carnaval “Online”. Como todos sabem, o Carnaval 21 está a chegar e, mantendo a nossa tradição especial, irá decorrer um concurso do “Melhor vídeo com disfarce/máscara do  Agrupamento“. O concurso tem como finalidade promover a criatividade e a imaginação. Os vídeos vencedores serão os 3 mais votados. A votação decorrerá pelas redes sociais. Cada vídeo não poderá ter a duração superior a 1 minuto. Toda a comunidade educativa poderá participar desde os alunos do jardim de infância, do ensino básico, do ensino secundário regular e profissional (com a devida autorização que segue em anexo), os professores, os funcionários, até aos Pais e Encarregados de Educação. Os disfarces/máscaras terão como tema “Continuar Alvão“ e poderão ser produzidos de forma artesanal, com os materiais que acharem pertinentes. Cada participante poderá concorrer com um só vídeo e terá de ser enviado, via e-mail, para: aeaemb@agrmondimbasto.com, até às 23:30 horas, do dia 12 de fevereiro (sexta-feira). Os melhores vídeos do “Carnaval 21” serão sujeitos a duas fases de escrutínio. A 1ª fase é a seleção dos três melhores  de cada ciclo de ensino, professores, funcionários e pais/E.E., através de um júri designado para o efeito. A 2ª fase, inicia-se sábado, 13 de fevereiro (prolongando-se pelos dias 14,15 e 16 de fevereiro), com votação online, na página, youtube e redes sociais da escola. Nesta, finalizar-se-á o processo de seleção dos três vencedores. Os vídeos vencedores serão divulgados dia 17 (quarta –feira). Os prémios e distinções no concurso serão as seguintes: 1º-Nomeação do Rei e Rainha do carnaval do Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto; 2º-Nomeação da família mais carnavalesca; 3º-Todos os participantes serão distinguidos com um certificado de participação. Ligações com os documentos para participação na atividade: Regulamento do concurso de fantasia Ficha de inscrição/autorização [...]